quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

ancelmo

Quem sou eu

professor - pesquisador

Meus blogs

Membros da equipe

Theory of universe fluxonário estruturante graceli  
BRAZIL physics – theory of physics - GRACELI  
TEORIA DA BIOLOGIA GRACELIANA 1  
metafísica - metafenomenia graceliana  
teoria de biologia, astronomia.cosmo...  
Astronomia de rotacionalidade, alternancidade grac  
ASTROPHYSICS - GRACELIANA 1  
SESBRAC . SOCIEDADE ESPÍRITO SANTO - BRASIL DE A  
Physics – Astronomy – quarta–quinta –sexta -sétima  
AMERICAN -BRAZILIAN journal of matematics- graceli  
Brazil – physics – energetic and radiation - grace  
OITAVA TEORIA DE ASTRONOMIA GRACELIANA  
FIFTH THEORY OF ASTRONOMY GRACELIANA 3  
TEORIA DE LA BIOLOGIA E VITALISMO GRACELIANO  
Revolução Cientifica Graceliana  
Química e física –teoria della unificação por inte  
COMPARAÇÕES ENTRE GRACELI E PENSADORES  
GUG – GRANDE UNIFICAT. GRACELI – FÍSI- QUÍM.BIO-P  
SÉTIMA TEORIA DE ASTRONOMIA GRACELIANA  
teoria da cosmofísica - graceliana.  
TEORIA DE ASTRONOMIA DA ENERGETICIDADE. RADIAÇÃO.  
GUG – Grande Unificação Graceliana -Paralela  
astronomia graceliana - nona e décima teoria  
cosmologie e cosmofisica-grac...  
theory of cosmology graceliana  
TEORIA DE BIOLOGIA GRACELIANA  
astronomie graceliana  
sexta teoria de astronomia graceliana  
previsões cosmológicas e astronômicas - graceli  
quarta teoria da la astronomia graceliana  
Astronomy of graceli  
ancelmo luiz graceli -pinturas e nanopinturas  
sexta teoria de astronomia graceliana  
PRIMEIRA TEORIA DE PSICOLOGIA GRACELIANA  
Ancelmo Luiz Graceli - teorias 3  
teoria di biologia e vitalsmo graceliano  
Brazilian-Journa...  
OITAVA TEORIA DE ASTRONOMIA ESTRTUTURANTGRAC...  
Psicovitalidade e psicogênese – terceira teoria gr  
astronomy theory graceliana -sétima.  
ASTRONOMY-GRACEL...  
THÉORIE DE BIOLOGIE GRACELIANA  
TEORÍA DE LA BIOLOGÍA GRACELIANA  
quarta teoria de astronomia graceliana  
astronomia del movimento de la lateralidade - grac  
ASTRONOMIA DE ENERGETICIDADE, ROTAÇÃO E FLUXOS.  
Química –física – GRANDE UNIFICAÇÃO GRACELIANA  
ASTRONOMÍA DE LA ENERGÍA, DEL MASER, DE SECUENCIAS  
metafÍsica graceliana - CRÁCIO - RÉS  
CÁLCULO INFINITESIMAL ANGULAR GRACELIANO  
Química – astroquímica – geofísica – física –micro  
TEORÍA DE LA BIOLOGÍA GRACELIANA  
Astronomia graceliana – décima terceira a vigésima  
TRATADO da razäo transcendental - graceli  
ASTRONOMIA DI ENERGIA, DEL Maser, DEI FLUSSI, DELL  
THEORY OF UNIVERSE FLUXONARY  
ASTRONOMY OF ENERGY, MASER, STREAMS, VARIATIONS, R  
teoria de biologia da inversâo e unificação - grac  
ancelmo luiz graceli teorias 2  
ASTRONOMIA – Graceli - décima à vigésima terceira  
PRIMEIRO SISTEMA FILOSÓFICO ´GRACELIANO CRACIOLÓGI  
Graceli - ASTRONOMIE - magnet-rotacion. alternanc.  
GUG - GRACELI GRAND UNIFICATION - Sinfonia Complet  
FILOSOFISMO E FILOSOGIA GRACELIANA CRACIOLÓGICA  
Psicovitalidade –psicogênese – terceira teoria gra  
Graceli Unificação – química- física cosmofísica -  
Theory of physics – GUG- GRACELI GRAND UNIFICATION  
oitava teoría de la astronomia graceliana  
GEOFÍSICA – teoria de la atmosfísica – graceli uni  
FILOSOFIA CRACIOLÓGICA GRACELIANA  
BIOLOGIA GRACELIANA VITALISMO DIVINISMO  
graceli - unicidade cosmológica e energeticuns  
Graceli desenvolve fórmulas -afastamento e formato  
astronomie - EFEITOS graceli  
graceli - unicidade biológica - vitalicidade  
Física – teoria de la física – grande Unificação G  
autocosmo  
THEORY OF BIOLOGY GRACELIANA  
metapsicologia graceliana  
Ancelmo Luiz Graceli - teorias  
psicovitalidade - PSICOCRACIOLOGIA GRACELIANA  
GRACELI - Desenvolve fórmulas para a Rotação.  

Blogs que eu sigo


Início | Recursos | Sobre | Buzz | Ajuda | Debater | Idioma | Desenvolvedores | Acessórios
Termos de Serviço | Privacidade | Política de conteúdo | © 1999 – 201

Sobre a origem da rotação e movimento de lateralidade.


O fluxo de produção de energia do sistema atômico produz interações de energia, que vai produzir o magnetismo tanto dentro do sistema atômico, e seu contorno. E vai produzir dentro do astro e em seu contorno o magnetismo sempre se deslocando dos pólos para o equador.

Dentro do astro há um movimento que não é detectado. Que é o movimento de energia carreado pelo movimento do magnetismo.

Ou seja, a energia que é produzida sempre se desloca num sentido e direção dos pólos para o equador.

Isto acontece dentro e no entorno do sistema atômico, e do sistema astrofísico [ que é o próprio astro com suas interações e produções de energia].



A PRODUÇÃO DE ENERGIA, COM A PRODUÇÃO DE RADIAÇÃO E A PRODUÇÃO DO MAGNETISMO. PRODUZEM OS MOVIMENTOS.

Este deslocamento interno e no entorno do astro, que o magnetismo produz sobre a energia é que produz o movimento de rotação e de lateralidade do astro.

A radiação age sobre o afastamento do primário.

E a energia, radiação, magnetismo e rotação produzem a translação.



Autor – Ancelmo Luiz graceli.

Brasileiro, professor, pesquisador teórico, graduado em filosofia.

Rosa da penha, Cariacica, Espírito Santo, Brasil.

ancelmoluizgraceli@hotmail.com

Colaborador. Márcio Piter Rangel.

Trabalho registrado na Biblioteca Nacional – Brasil - Direitos Autorais.

Agradeço a algumas faculdades que estão incluindo os meus trabalhos em seus currículos.




Sistemas cientificos de fisica e cosmologia.

Indeterminalidade – sistema de referenciais – infimos e infinitos.

Interacionalidade – sistema de interações fisicas, sistema atomico, sistema atmosfisico, sistema cosmologico.

Universalidade – sistema em que engloba a origem primeira, orgiem secundaria, causas, efeitos e desenvolvimentos.

Fenomenalidade – sitema em que trata do fenomeno em si, sem ser em relação a referenciais.

Fluxonalidade estruturante – sistema em que trata da natureza como um sistema de fluxos infimos, variados e infinitos – isto pode-se ser isto na origem do uniuverso, sistema de fluxos no sistema atomico e na produção de elementos. Na produção e desintegração dos astros. E outros.


Previsões cosmológicas, astronômicas, astrofísicas e cosmofisicas.

Teoria graceliana das previsões.

Astronomia e cosmologia de desintegração e reintegração. Estruturante.

Autor – Ancelmo Luiz graceli.

Brasileiro, professor, pesquisador teórico, graduado em filosofia.

Rosa da penha, Cariacica, Espírito Santo, Brasil.

ancelmoluizgraceli@hotmail.com

Colaborador. Márcio Piter Rangel.

Trabalho registrado na Biblioteca Nacional – Brasil - Direitos Autorais.

Agradeço a algumas faculdades que estão incluindo os meus trabalhos em seus currículos.




Astronomia e cosmologia de,

Causa primária   espaço denso, proces. e produção de energia, energeticuns, produção de elementos químicos de leves em pesados, e pesados em leves pelo sistema atômico, e produção de energia pelo sist. Atômico.




Causa secundária – produção de energia, magnetismo,
radiação, temperatura.




Causa terciária – e efeitos –

Rotação, afastamento, translação, lateralidade, fluxos de movimentos. Movimentos inversos.


Movimento lateral dos gases-  dos pólos para o eixo do equador.


Fenômenos de instabilidade e irregularidade crescentes no movimento e aceleração dos astros.


Elipse, excentricidades, inclinações, fluxos irregulares e com irregularidades crescentes.


Formato – sem forma definida [gases no espaço e na  atmosfera].
Filamentos de gases.
Forma de anéis, discos, esferas, esferas irregulares.



Para se ter uma previsão das estrelas e dos sistemas de estrelas, dos seus formatos e mudanças é necessário levar este pontos em consideração.

Pois, por esta condição da estrela pode-se conhecer todos os fenômenos.

As condições são.

1-condição química e física da estrela. se

 for gasosa, esférica, na forma de disco ou apagada.

2-diâmetro. Enquanto em formato de esfera.

3- pela produção de energia.

4- tempo de vida da estrela.


Sendo que com o diâmetro, condição física e química é possível conhecer o tempo de vida da estrela e sua produção de energia.

Uma estrela gasosa é muito jovem, ou ainda não é uma esfera pronta. Ainda se encontra em fase de aglutinação.


1        estado gasoso da estrela. Ainda não se aglutinou. Pois ainda se encontra em estado gasoso. Ainda não é uma estrela, pois os gases ainda não se aglutinaram.

Ainda não é uma estrela, muito jovem, sem formato, sem secundários próprios, sem luz, sem temperatura acima de zero, pouco processamento de energia.

2        estado gasoso e com uma pequena esfera já aglutinada no centro.

Atmosfera de gases, pouca radiação e pouca luz e temperatura.


Jovem e sem esferas ao seu redor, sem planetas. Mas o magnetismo já atua e carreia [transporta os gases da atmosfera para linha do equador].

A radiação impulsiona os gases para fora e é dado inicio aos primeiros anéis e discos.

Sistema estelar ainda nebuloso e sem forma definida.


3        estrela com uma esfera no centro, com grande atmosfera, gases e radiação.

É dado inicio aos primeiros planetas a partir dos anéis e discos na atmosfera.



4        estrela formada por uma esfera no centro. Com menos gases, mas ainda conserva uma grande radiação, gases, altas temperaturas até 500 graus Celsius na sua atmosfera. Estrela jovem. Sistema Estelar em formato de disco pela ação do magnetismo. Exemplo   [o sol no seu estágio atual].

Gases, anéis, radiação, planetas, satélites, cometas, asteróides, etc.


5        estrela formada por uma esfera que vai se apagando. Desintegrando-se, estado de velhice. Com poucos gases, menor temperatura, pouca radiação e luz.

Imensa quantidade de planetas [ se for da quantidade do sol terá para mais de 1000 planetas e satélites.

Muitos cometas e asteróides.

Sistema desalinhado, órbitas irregular,pouco movimento, lentidão dos astros, sem luz, e pouca radiação e temperatura. Sistema frio e escuro. Pouco movimento de afastamento.

Sistema redondo. O sistema solar ainda precisará de muito tempo para chegar neste estágio.

Pouca desintegração. Pouca produção de energia.






Pontos principais do pensamento de graceli.

Nova astronomia.

Astronomia de energeticidade, radiação, magnetismo, rotação, disco espacial magnético.
Efeitos graceli. Enigmas solucionados.

Astronomia estruturante. Variação progressiva.

Alternancidade de causas e variância de efeitos.

Descoberta do terceiro movimento. O afastamento decrescente.
Descoberta do quarto movimento. A lateralidade translacional.
Descoberta do quinto movimento. O movimento lateral rotacional.

Astronomia de unificação, equivalência e relacionalidade.

Outros pontos.


Cosmologia de universo fluxonário estruturante.
Autocosmo.
Cosmofisica.
Cosmoquímica.
Renovação eterna, desintegração e reestruturação. Fluxos e outros.


Astroquímica, astrofísica. Energeticum, sistema atômico, fluxo atômico.

Os elementos leves também são produzidos dos pesados.

O átomo não é uma partícula, mas um sistema de produção e fluxos de energia, onde os elementos são transitórios.


Física - Gug. Grande unificação graceliana.

Campo fotônico.

Química – sistema atômico e fluxos dos elementos químicos.

Geofísica –

Tug.

Universalidade.

Interação e relacionalidade.

Biologia craciológica, vitalização, unificação biológica.

Psicologia craciológica, psicovitalidade, e outras.

Filosofia craciológica, metafísica do poder, tratado da razão transcendental, da universalidade da razão. Metafísica da ordem superior.
Cálculo infinitesimal angular graceliano.

Lógica da fundamentação – o que determina o fenômeno não é só a causa, mas a origem, e a finalidade – o propósito a ser a alcançado.

F = C + O + P.

Ou seja, o fenômeno depende da causa, da origem da causa e do propósito existencial do fenômeno.







Comparações entre o pensamento graceliano com outros pensadores.

1- Uma física tão forte quanto à de Newton.

2- Uma astronomia tão forte quanto à de Kepler.

3- Uma cosmologia tão forte quanto à de Einstein.

4- Uma biologia tão forte quanto à de Darwin.

5- Uma psicologia tão forte quanto à de Freud.

6- Uma filosofia tão forte quanto à de Hegel.

7-  Uma lógica tão forte quanto a de Aristóteles.

8- Uma diversidade próxima de Da Vinci.

9- Uma nova química. Nova astroquímica, e nova cosmofisica.

10-Uma astronomia de previsões de como se estruturam e se desintegram as estrelas e os secundários a sua volta.

Pinturas – uma pintura com a denominação de coloricismo ínfimo. Pois, parte da pintura precisa de lupa para ser observada.

E partituras.





O ser vital.

Como nos temos dentro de nós um ser próprio de inteligência, poder, potencialidades, funcionalidades. E aprimoramentos.

E é este ser que nos produz.

Nós temos discernimentos, cognição, defesa. Se olhamos para frente para ver um objeto e não tropeçarmos nele. O mesmo acontece com o ser vital, pois este está preparado para ver e olhar para frente, detectar e produzir defesas sobre este ser que vêm ataca-lo.

Este ser vital não é o homem. O homem é o ser da consciência e da inconsciência, pois é produto do ser vital.

O ser vital é um universo próprio, uma realidade própria. E com razão e racionalidade própria.

O homem não é o agente de si, mas o ser vital que é o agente do homem.

A existencialidade do homem, a procriação do homem é uma construção do ser vital. Ou seja, o homem é o homem. E o ser vital é outro ser que determina e produz o homem.

O ser vital é uma realidade vital com inteligência, cognição, reconhecimento do mundo dentro de si e fora de si.

A realidade vital trabalha e desenvolve potencialidades e funções para a sua funcionalidade e aprimoramento.

O aprimoramento é uma potencialidade natural no ser vital, ou seja, é uma realidade direcionada para o futuro.

A realidade vital se processa em fluxos de funções e aprimoramentos sempre em direção a uma perfeição, que o objetivo é a eternidade de si e a existencialidade eterna.

O ser vital realiza suas funções para existir, e não que existe para realizar suas funções.

O homem não é nenhum super-homem, e nem o ser vital, muito menos o cosmo, pois todos são regidos por poderes e direcionamentos de um poder superior – regedor de todas as coisas e fenômenos.

O ser vital constrói cognitivamente potencialidades e funcionalidades de reconhecimento de ataques e corpos estranhos e produz defesas para atacá-los. Ou seja, o ser vital é um ser superior ao próprio homem. Mesmo sendo o homem um ser produto do ser vital.




Autor – Ancelmo Luiz graceli.

Brasileiro, professor, pesquisador teórico, graduado em filosofia.

Rosa da penha, Cariacica, Espírito Santo, Brasil.

ancelmoluizgraceli@hotmail.com

Colaborador. Márcio Piter Rangel.

Trabalho registrado na Biblioteca Nacional – Brasil - Direitos Autorais.

Agradeço a algumas faculdades que estão incluindo os meus trabalhos em seus currículos.






O RACIONAL TRANSCENDENTAL VITAL QUE PRODUZ A VIDA E O SER.

Autor – Ancelmo Luiz graceli.

Brasileiro, professor, pesquisador teórico, graduado em filosofia.

Rosa da penha, Cariacica, Espírito Santo, Brasil.

ancelmoluizgraceli@hotmail.com

Colaborador. Márcio Piter Rangel.

Trabalho registrado na Biblioteca Nacional – Brasil - Direitos Autorais.

Agradeço a algumas faculdades que estão incluindo os meus trabalhos em seus currículos.




O sentido do aprimoramento não está na estrutura das células, na funcionalidade, mas sim está no o racional transcendental vital que produz a vida e o ser.


ESTATICIDADE, POTENCIALIDADE E APRIMORAMENTO NATURAL E IMANENTE.

1-O ser se aprimora e evolui não pr uma seleção natural numa disputa com outros seres mais fortes, mas por suas potencialidades e aprimoramentos interno. Universo vital e direcionamento vital programado.


2-Não é a vida que evolui, pois ela é estática e continua. Mas, o que se aprimora são suas potencialidades e funções, produzindo um universo vital em aprimoramento.

E que existe para transcender e perpetuar.


3-O ser se aprimora por uma racionalidade e inteligência vital que na própria vida, e que está inserido dentro do ser, e que reflete no ser e nas suas funções.


4-O ser é regido e produzido pela vida, e suas potencialidades.
E a vida é regida por um propósito metafenomênico existencial e imanente e por poderes vitais e naturais.

Há exemplos desta teoria na filosofia, psicologia e vitalogia graceliana.


A vida é um componente da realidade.

5-A vida é um elemento da realidade diferente da matéria. E não surge da matéria.

6-Há um propósito racional regendo a vida. Uma ordem, uma harmonia e um aprimoramento. E uma defesa [produção de anticorpos e imunidades naturais].

A vida não surge da matéria ou de uma evolução química.

A vida se insere na matéria para melhor transcender e perpetuar.

A matéria diminui o potencial vital de aprimoramento e funcionamento da vida. [Ver teoria biológica da inversão [graceliana]].

7-A evolução não acontece num processo semelhante a todos os seres, espécies e funções vitais. Cada mudança e aprimoramento são únicos. Por isto que temos tantas espécies e cada uma com funções, potencialidades aprimoramentos diferentes. Por exemplo. Um camaleão tem característica que um mamífero não tem.



DIFERENCIAÇÃO VITAL.


Ou seja, as potencialidades, aprimoramentos são únicas, assim como a racionalidade e suas formas de produção.

Pois alguns seres têm mais sentidos do que outros. Outros com sentidos mais desenvolvidos que outros seres e espécies. Ou seja, esta diferenciação existe tanto nas funções formas, aprimoramentos, sexualidade, reprodução, instintos, sentidos, mente, racionalidade, emoções dos seres etc.


Pois cada espécie e ser tem funções e aprimoramentos diversos e particulares.

8-A vida não é obra do acaso. Muito mesmo os seres e espécies. [ há uma racionalidade e direcionamento programado regendo a vida, os seres e espécies.







NATUREZA VITAL LÓGICA. E UNIFICAÇÃO BIOLÓGICA.

A própria natureza tem a sua forma lógica e racional de funcionamento, de aprimoramento e reprodução.

Tudo que o homem faz, realiza ou é o seu universo vital que o determina.

A natureza vital costuma calcular os riscos que o homem e os seres possam passar.




UNIFICAÇÃO BIOLÓGICA.


Poder programado em direção à perfeição em prol da existencialidade.


A vitalização através de seus poderes, potencialidades, programação direcionada, aprimoramento natural produz a mente, o cérebro, as funções vitais e metabolizações.


E não está só na vontade de criar, aprimorar e manter o funcionamento, mas sim, há uma ordem e organização superior, pois só a matéria não construíria tamanha engenharia em funcionamento, onde tudo tem as suas funções bem determinadas. Onde envolve a física, a química modificada, as estruturas dos vasos e órgãos, a mente, o universo vital, etc.


Assim, há um poder inserido, projetado, metafísico que está alem de qualquer evolução do acaso, vontade biológica ou psíquica.


A mente é uma ferramenta vital e psíquica para trabalhar em função da própria vida, existencialidade e transcendentalidade.


Assim mente, cérebro, órgãos, metabolizações, processos vitais e fisiológicos são ferramentas construídas pelo universo vital para realizar funções especificas em prol da vida e da existencialidade.

ASSIM, TEMOS UMA UNIFICAÇÃO E UMA UNIVERSALIZAÇÃO PELAS MESMAS CAUSAS E ORIGENS.


Por isto que o universo vital tem.

PROPÓSITO – metafenomênico existencial.

CAUSA PRIMEIRA – poder, potencialidade e programação direcionada.

MEIO – funções, aprimoramentos, e transcendência.

FIM – que é o projeto de uma ordem superior.


PODER é o agente gerador e projetador das potencialidades, existencialidade e vitalidade.

POTENCIALIDADE é a capacidade que o universo vital tem de se aprimorar como uma faculdade sua para qualquer forma ou função.


Assim as funções e órgãos e aprimoramentos foram desenvolvidos para funções especificas pela e para a própria vida. Para manter a existencialidade do ser e de seu universo vital e metafisico, de poder, dos sentidos, psíquico e transcendental.


A teoria da vitalização não é uma teoria da evolução, mas uma teoria da vida, do que a rege e de sua natureza de ser.

Visa a unificação e a unidade em todo universo biológico e existencial.

Fundamenta-se na organização e programação da vida por poderes, potencialidades e cumpre um propósito existencial.

Pois nada ocorre ao acaso, tudo tem um fim e propósito de ser, e uma ordem regendo o mundo.

O aprimoramento faz parte da natureza da vida, e não do ser, de uma seleção natural, onde os fortes sobre vivem. Pois a própria vida se aprimora para manter-se viva e transcender.

Há um propósito a ser alcançado [ que é a existência e a ordem].

Todos os seres possuem vida, logo são inseridos de universo vital e de poderes e potencialidades.


A transcendência não ocorre por genes, mas sim pelo universo vital que está dentro de cada ínfima parte do ser.

Pois, quando um novo ser é fecundado ele tem dois lados, o direito e o esquerdo, pois representa que há uma junção de dois seres [ pai e mãe] e que se mantém naquele ser. Um será o esquerdo e o outro o direito.

Pois todo o nosso funcionamento possui dois lados bem determinados. Isto pode ser visto na simetria que existe entre os membros, e entre órgãos esquerdos e direitos, no coração, no pulmão, nas veias, e no sistema nervoso e cérebro. Ou seja, somos dois em um.


A teoria da vitalização se fundamenta em poderes, potencialidades, ordem, simetria, aprimoramento natural, propósito existencial, programação, direcionamento, e transcendentalidade.


Não é o ser vivo o seu objetivo a ser alcançado, mas a vida que rege o ser vivo. E a existencialidade que rege a vida.



A essência da vida é a existência.
A essência da existência é a existencialidade vital, o propósito e o poder.


O pensamento e a razão são interrompidos, mas há a razão metafísica, craciológica e vital em todos os seres.

A vida é construída pelo poder maior, ordem superior, divindade eterna.

O divino não construíria uma ordem negativa, triste e sofredora. Tudo no mundo são felicidade, e avanço vital, pois está é a essência da vida e da existência.

A felicidade é um estágio e avanço vital, pois os sentimentos fazem parte do universo vital e do funcionamento vital.

A existencialidade não é angustia. Pois somos seres metafenomênicos e a vida é um elemento existencial, com propósito, poder, ordem, harmonia e aprimoramento próprio.

Logo, existir é tudo, é ser parte e realização do universo. E é ser a realização do projeto e propósito da ordem superior.




Autor – Ancelmo Luiz graceli.

Brasileiro, professor, pesquisador teórico, graduado em filosofia.

Rosa da penha, Cariacica, Espírito Santo, Brasil.

ancelmoluizgraceli@hotmail.com

Colaborador. Márcio Piter Rangel.

Trabalho registrado na Biblioteca Nacional – Brasil - Direitos Autorais.

Agradeço a algumas faculdades que estão incluindo os meus trabalhos em seus currículos.





Não existe homem ou mulher ateu, ou atéia, pois todo ser leva dentro de si uma luz divina.


E todo ser possui a inteligência vital, que rege o funcionamento do ser, e a inteligência vital é regida pelo poder superior. Ou seja, mesmo se o ser não aceitar a Deus como seu regente, é Deus que está regendo a sua vida através do poder sobre a funcionalidade e racionalidade vital.

Ou seja, Deus está inserido dentro de sua vida, mesmo se o ser não o aceitar.




Não é só o gene responsável pelas características transmitidas, mas toda a célula. Que leva consigo a continuidade e transcendência vital.

E o espermatozóide e a célula-ovo formam no novo ser com funções de lados direito e esquerdo.


A vitalização é que transmite as características. Os genes também são órgãos em funções de vitalização.


O conceito vitalização – não tem um só significado.

É poder.

Potencialidade.

Projeto.

Vontade e inteligência vital.

Projeto de transcendentalidade pela reprodução.

Racionalidade biológica na produção de defesas do corpo e do funcionamento. e psíquica.

Racionalidade transcendental existencial – manter a existência da vida é um projeto vital – e isto nos leva a Deus como o agente da vida.

Funcionalidade vital e biológica.

Projeto transcendental para o aprimoramento e permanência [perpetuação] da vida, sempre voltada para a felicidade e existencialidade. O ser vive para ser feliz e ser um existente em aprimoramento e transcender. E isto só pode ter a ação de um ser superior.


Autor – Ancelmo Luiz graceli.

Brasileiro, professor, pesquisador teórico, graduado em filosofia.

Rosa da penha, Cariacica, Espírito Santo, Brasil.

ancelmoluizgraceli@hotmail.com

Colaborador. Márcio Piter Rangel.

Trabalho registrado na Biblioteca Nacional – Brasil - Direitos Autorais.

Agradeço a algumas faculdades que estão incluindo os meus trabalhos em seus currículos.

0 comentários:

Postar um comentário


http://www.finep.gov.br/
http://www.mct.gov.br/